[FP] - Uriel Cross

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] - Uriel Cross

Mensagem por Uriel Cross em Seg Jan 12, 2015 10:16 pm



Uriel Cross
Aparentemente 25 anos
Pansexual
Canadense
Anjos Celestes
Matt Bomer
XXX

Físico
A casca de Uriel tem a aparência de um homem caucasiano, de aparentemente 25 anos de idade. O cabelo é levemente ondulado e em uma coloração castanha escuro que geralmente fica num penteado comportado com um topete não muito alto. Os olhos são de coloração azul bem claras e brilhantes. O rosto tem um formato quadrado bonito, enquanto a barba é rala, quase feita de forma preguiçosa. O corpo é robusto e bem definido, afinal um anjo não poderá deixar o corpo seguir desleixadamente. Braços, abdômen e perna tem músculos aparentes e bonitos, ainda assim o homem não exagera muito. Ainda possui a marca cicatrizada no lado direito da barriga e outra no ombro esquerdo.
Personalidade
Tem uma personalidade que alguns chamariam de fria. Misterioso e silencioso ele é quieto e, se não fosse a aparência bela, discreto, entretanto sempre está em meio as pessoas. É conhecido como um bom ouvinte e alguns se arriscam a dizer que ele é uma pessoa confiável, mas quando dizem isso para ele, o mesmo da um pequeno sorriso e meneia a cabeça. Sua paciência e calma, dão a ele um ar de desinteressado, apesar dos olhos intensos dizerem outra coisa. Ele está acostumado a expressar apenas as emoções mais básicas e de forma mais simples possível, não gosta de ser reconhecido por fazer escândalos ou por algo que ele realmente não é, ele aprecia quando a pessoa consegue o reconhecer por seu interior, já que esta cansado e farto de pessoas que pouco se importam com que a outra tem a dizer (no sentido de serem ignorantes) e sim se aproximam por puro interesse. Apesar de tudo e da voz que soa monótona, ele não perde a postura e é um cavalheiro com quem acha que é digno disso. Quando se conhece o rapaz melhor e se ganha intimidade com ele, pode ver que tudo o que faz não passa de uma defesa para o ser carinho que tem medo de acabar sofrendo por quem não merece, além de sua parte um pouco mais atrevida que só é mostrada para aqueles que realmente conseguem quebrar todas as barreiras.


historia
Uriel podia ser descrito como um bom anjo, talvez até bom demais, quase um robô seguidor da lei. Desde o nascimento ele respeitava os seus superiores e seguia as ordens destes sem questionar, nunca vira motivos para questionar, afinal... Ele não sentia muita coisa, seus sentimentos não iam muito além da calma, paciência e razão. Não tendo um cargo muito elevado, sua função não passava muito além de um dos anjos celestiais de louvor e assistente pra auxiliar quem precisasse de ajuda nas funções do céu, passou muitos anos apenas nisso até ser convocado para uma função maior: Anjo da guarda. Algum dia ele seria encarregado de acompanhar uma vida na terra e impedir assim que ela se desviasse para o caminho do mal, o que nos tempos estavam muito difícil de não acontecer.

O anjo foi treinado pelos melhores, ou assim eles diziam ser. Não se importava muito com o que acontecia, no caso a guerra, porque ele estava muito distante – ou assim era o que ele pensava – até parecia outra realidade. Mas então sua hora chegou, a pequena criança a quem ele ficaria responsável finalmente nasceu. Uriel foi enviado para a terra como um espirito de luz, o qual os humanos não podiam ver, com raridade de alguns que ele sabia não ser necessariamente humanos.

A criança era uma frágil menina, nascida em uma família de classe média do subúrbio, a pele branquinha e um pouco rosada, um bebê que não se cansava de sorrir. Dentro da família também havia mais três pessoas, os pais e um irmão mais velho. Enquanto bebê, Uriel, não tinha muito o que fazer pela menina além de observar, afinal ela ficava sempre aos cuidados dos pais e estes nunca se desgrudavam dela, pareciam felizes em finalmente ter uma nova criança, pelo que o anjo pode entender aquele casal a muito tempo almejava por uma. Os sentimentos humanos... Era algo curioso para Uriel, ele não entendia, mas sentia algo quase palpável quando transmitidos pela família. Raiva, frustração, alegria, medo e principalmente... Amor. As vezes Uriel conseguia dar uma escapulida e observar outras pessoas próximas e distantes, nenhuma delas parecia perfeita, se nem o céu estava sendo, quem dirá naquele lugar.

A medida que a menina crescia, seu trabalho com ela aumentava e algo em si e ao seu redor mudava, ele não conseguia dizer o que, mas sabia que mudava. Uriel tinha que sempre estar de olhos abertos, porque apesar da aparência inocente, a menina era uma pentelha e sempre dava um jeito de se meter em lugares ou com coisas indevidas. Outro fato que o deixava um pouco inquieto era o irmão, ele parecia estar sempre observando, não apenas a garota, mas parecia conseguir ver o anjo e isso o deixava incomodado, Uriel tentava apenas ignorar. Impedir que a pequena caísse de lugares altos, que ela colocasse coisas inapropriadas na boca entre outras coisas, além de cuidar de seu sono para que nenhum mal pesadelo lhe assombrasse eram as coisas básicas do dia-a-dia do anjo.

・・・・・・・・・

Em uma viagem, a família foi até uma casa de verão. A casa era antiga, mas bem ajeitada e tudo parecia correr bem, a família estava feliz e Uriel também, afinal ele tinha se apegado aquela pequena e gostava bastante dela, infelizmente não podia a ajudar sempre, podia apenas lhe dar avisos invisíveis, não podia a amparar ou a levantar quando precisava. Isso o deixava um pouco para baixo, mas nada como apreciar a natureza da bela praia, as coisas que Deus criou, não o ajudasse a relaxar. Entretanto não por muito tempo. O irmão estava fora a pequeno dormia aproveitando a brisa que batia. Os pais preparavam um lanche quando homens armados entraram na casa tentando roubar tudo que havia ali. O homem tentou explicar que aquela era uma casa alugada e que não havia nada de valor ali, mas de nada adiantou os homens quebraram a maioria das coisas e pegaram o que poderiam pegar quando o primogênito chegou, estavam quase invadindo o quarto da casula, claro que ele foi em socorro dela, tinha um bom corpo e até lutou por algum tempo com eles, porém um dos bandidos se desesperou e sacou a arma atirando tanto no garoto, quanto nos pais.

Uriel, mesmo com um aperto crescente em seu corpo não podia fazer nada, não havia o que fazer, ele não tinha poder para mudar aquele fato. Ou sera que teria? Ele observou um pouco temeroso enquanto o garoto o encarava, encarava com um olhar tão intenso que se fosse um humano qualquer ele se arrepiaria.

- Eu sei... Que você esta ai... – A bala não havia perfurado o jovem em um ponto critico como foi no caso dos mais velhos, entretanto, no ritmo em que as coisas corriam, e sem ninguém para alertar um hospital ou algo parecido, este logo morreria – Pare de se esconder! – O menino gritou e logo mudou para uma expressão de dor tremenda. Uriel devagar se aproximou do garoto – Eu... Eu sei que você sempre esteve ai... E-Eu posso s-sentir – Tossiu fazendo um pouco de sangue ir até onde o anjo estava, mas o mesmo atravessou o anjo e caiu no chão – Você... Cuidava da minha irmã não é...? – Ele tentou dar um sorriso que saiu um pouco desfigurado – Eu já li sobre vocês... Se é que... Se é que você é o que eu penso que é... E... – Ele estico a mão tão perto de Uriel que o anjo se afastou um pouco surpreso com aquilo – Eu quero que você continue cuidando dela de... De uma forma mais apropriada[/b] – Ele tomou folego se preparando para dizer o que parecia as palavras mais difíceis de sua vida – Pegue o meu corpo! E use! Proteja a minha irmã!

Uriel demorou um pouco ainda para processar o que acontecia ali. O jovem estava lhe oferecendo o corpo para ser uma casca de livre e espontânea vontade? Era um pedido tão solene que o anjo não tinha como negar. E daquele dia em diante, ele passou a fazer parte do mundo humano.



avatar
Uriel Cross
Anjos Celestes
Anjos Celestes

Mensagens : 5
Pontos : 0
Data de inscrição : 11/01/2015

Ficha Mística
HP::
100/100  (100/100)
MP::
100/100  (100/100)
Arsenal::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] - Uriel Cross

Mensagem por Henri L. Bertrand em Ter Jan 13, 2015 12:29 am


A Staff do RPG MC


[center]Tem o prazer de anunciar que:
Sua ficha foi aceita!
TKS CLUMSY @  SA!

_________________

Oh, If I Knew
Oh, oh, oh, I was an angel from heaven, my power was boundless and now I was demoted to the power of some earthly creatures, what a disappointment @
avatar
Henri L. Bertrand
Newbie
Newbie

Mensagens : 46
Pontos : 41
Data de inscrição : 08/09/2014

Ficha Mística
HP::
1700/1700  (1700/1700)
MP::
1700/1700  (1700/1700)
Arsenal::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum