[FP] Heikkinen, Rickaard Ari

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Heikkinen, Rickaard Ari

Mensagem por Rickaard Ari Heikkinen em Sab Jan 10, 2015 11:18 pm



Rickon Ari Heikkinen
350 com aparência de 27
Heterossexual
Francês
Vampiros
Kimi Räikkönen
ELEMENTO[Apenas Magos Elementais]

Físico
Rickaard é dono de uma aparência agradável para o olhar, é alto medindo 1.84m possuindo o corpo esguio mas atlético, pele clara. O seu belo rosto tem traços angulares mas fortes, nariz orgulhoso e lábios cheios que sempre sorriem de modo sarcástico.
Seus cabelos são loiros e os seus olhos azuis sustentam um olhar penetrante e incrivelmente observador.
Personalidade
A melhor palavra para descrever Rickaard? Ironia. Possui um humor irônico com leves traços de sarcasmo pairando sobre ele, quase sempre diz alguma coisa com duplo sentido mesmo que não seja intencional. Também é muito racional e não dá um passo em frente sem ponderar os prós e os contras, ótimo conselheiro mas não se dá ao trabalho de os oferecer a quem acha que não os merece.
Outra das suas características é ser bastante reservado raramente expões os seus pensamentos e sentimentos guardando-os para si, é muito observador sempre nas sombras olhando atentamente tudo o que rodeia para agir mais convenientemente.
Não é sádico mas a dor dos outros não lhe interessa e muito menos faz algo para a aliviar, apenas se arrisca por outros de extrema confiança.


historia
Rickaard nasceu em 1611 na França na região de Marselha, filho de um mestre de armas de um dos poderosos senhores da região. A sua mãe morreu no parto e por isso passou a ser desprezado pelo pai, a sua saúde na infância não foi das melhores pois estava quase sempre doente, o que não facilitou a aproximação dos irmãos mais velhos que o viam como um fraco.
Mas há medida que crescia a sua saúde melhorou e assim como os irmãos foram iniciados no treino de armas para um dia se tornarem mosqueteiros ou guardas do Cardeal. Rickaard saiu de casa aos 20anos para se tornar Mosqueteiro do rei e conseguiu apesar de tudo.
Certa noite escoltavam um convidado importante do capitão para a casa onde estava hospedado a 20km de Paris, houve algo na estrada que chamou a atenção do grupo.
-Jacques vai ver o que se passa – disse Michel que era o mosqueteiro mais velho do grupo.
-O Rickaard que vá – riu o outro mosqueteiro.
-O quê? Eu é que resolvi …- começou a protestar mas mudou de ideias perante o olhar ácido de Michel – Está bem, eu vou.
Então Rickaard esporou o cavalo se afastando no grupo enquanto praguejava contra Jacques, saiu da estrada principal e encontrou uma carroça acidentada os dois cavalos já mortos caídos, mais à frente os corpos dos possíveis ocupantes da carroça, o mosqueteiro avançou com cautela retirando o punhal do cinto.
-Mas que belos mosqueteiros o rei tem- falou uma voz nas sombras – Muito melhores do que há 30 anos.
O mosqueteiro girou sobre os calcalhares encontrando uma bela mulher de cabelos ruivos que caiam em cascata sobre os seus ombros, o seu rosto parecia esculpido delicadamente por anjos, um vestido de tecido escuro apesar da pouca luminosidade da tocha que Rickaard carregava ele sabia que aquela era a mulher mais bela que já vira.
-Boa Noite senhora – falou tentando parecer confiante, havia algo naquela mulher que remexia com as profundezas da sua alma- Se machucou?
-Não – respondeu a donzela – eu matei todos eles….mas você é muito bonito para morrer e eu preciso de companhia.
Antes de poder falar ou reagir Rickaard a mulher saltou a uma velocidade sobrehumana, cravando os dentes no seu pescoço, o mosqueteiro tentou gritar de dor mas o som morreu na sua garganta junto com a sua consciência.
(….)
O luar banhava o interior daquela casa em ruinas quando Rickaard acordou, a sua garganta queimava como as brasas do inferno, observou o interior poucas coisas além de detritos decoravam o ambiente. Levantou com uma agilidade incrível sentido algo diferente em si.
A mulher apareceu ainda mais bela falando que o seu nome era Monique, então explicou o que se passara, no que ele havia se tornado. Depois de matar dois habitantes da aldeia para saciar a sua sede, Rickkard partiu com ela pela Europa para a sua nova vida.
Durante muitos anos foram amigos, amantes e confidentes mas devido à ironia do destino se separaram, agora Ricckard partiu para outro lugar e quem sabe se os seus destinos se voltarão a cruzar.





avatar
Rickaard Ari Heikkinen
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 5
Pontos : 0
Data de inscrição : 10/01/2015
Localização : Lado Negro da Força

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Heikkinen, Rickaard Ari

Mensagem por Storyteller em Dom Jan 11, 2015 10:12 am


A Staff do RPG MC


Tem o prazer de anunciar que:
Sua ficha foi aceita!
TKS CLUMSY @ SA!

[center]Template EXCLUSIVO da Administração
avatar
Storyteller
Admin
Admin

Mensagens : 98
Pontos : 190
Data de inscrição : 07/09/2014

Ficha Mística
HP::
0/0  (0/0)
MP::
0/0  (0/0)
Arsenal::

Ver perfil do usuário http://rpgmysticcity.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum